Publicidade

Usando fontes que não são de sistema em um site

10/01/2013 » Desenvolvimento web » Iniciante

Boa tarde a todos, 2013 está aí, mais um ano de lutas e conquistas. Agora quem nunca lutou muito mas muito mesmo pro cara do Design sempre usar fontes que são de sistema? Pois é, eu lutei e muito, mas hoje (descobri esses dias) temos uma solução para esse problema, temos duas soluções ainda por cima uhuuuu, porém, as duas não são 100% e vou explicar os “porquês”.

Solução 1: Usar o serviço do Google (ah sempre ele) que nos fornece fontes para web, pra quem ainda não conhece acesse http://www.google.com/webfonts, vocês terão mais de 600 fontes para usar e se divertir. A má notícia disso é que: não tem a porra da Helvetica! Que por sinal é a campeã de uso de diversos designers, e também tem a infinidade de famílias dessa fonte ahhh é um saco isso! O Google não tem nenhuma fonte que precisa ser paga, ele só tem fontes de uso livre, mas caso seu designer use uma bendita fonte que é paga e ele malandro que é usou ela (baixando ilegalmente muitas vezes) temos a próxima solução.

Solução 2: Converter as fontes para os formatos web. Tá como faz? Se for fazer na “unha” é um porre porque você vai precisar converter essa fonte para 4 extensões diferentes, é quase uma pra cada navegador (da até câncer isso). Agora se for usar uma conversor de fontes na internet, aí sim vai ser de boa, geralmente esses conversores já te dão um pacote com as fontes convertidas com exemplos de uso. A desvantagem é que nem sempre a conversão sai 100% fiel ao que usaram no Layout (Photoshop, Illustrator).

É isso aí galera, eu indico usar as webfonts do Google e também indicar essa solução para seus amigos designers, assim quem sabe um dia essa luta acaba (duvido muito mas vai que...)

Publicado por:

Rogério Mantoanelli @rmantoanelli
166 artigo(s) publicado(s)
Fundador do site "RogérioMaster", programador web desde 2002, especialista em PHP, jQuery. Comecei a programar server-side no ASP 3.0 e depois migrei para PHP onde estou até hoje. Já me aventurei em Action Script mas o mercado se afunilou muito e me dediquei ao PHP e jQuery.

Avalie esse post:

Comentários:

© Copyright 2018. Todos direitos reservados.